O que é a Visão Sem Papel

O Hospital de Santa Maria Maior dá um passo em frente no que respeita ao processo clínico oftalmológico através da implementação do seu projeto “Visão sem Papel”.
Um desafio que elimina a elevada complexidade organizativa interna, a pesada gestão documental física e a ausência de integração da informação pelos serviços internos do hospital, o HSMM implementa uma abordagem inovadora dando resposta  ao serviço de oftalmologia,
a desmaterialização completa dos serviços clínicos e administrativos do hospital e a sua interoperabilidade com os cidadãos e empresas do setor
reforça o compromisso de uma prestação e cuidados de saúde humanizados de elevada qualidade, orientados para a obtenção de ganhos em saúde e centrado na criação de valor para o utente.

Desafios complexos - Resultados Funcionais

A resposta à resolução dos desafios para a concretização do projeto “visão sem papel” assentou em 3 eixos de intervenção:

1

– Eixo A – Desmaterialização dos serviços administrativos do HSMM através de uma solução de gestão documental e workflow

Implementação de um sistema de gestão documental e arquivo único, eletrónico, que permite, entre outros, a redução da circulação de papel, redução do tempo de circulação da documentação e facilita o acesso à informação, aumentando a produtividade dos recursos humanos e, em consequência, do HSMM, num contributo ao SNS sem papel.

2

– Eixo B – Desmaterialização e integração clínico-administrativa do Serviço de Oftalmologia

Implementação da interoperabilidade entre equipamentos e sistemas clínicos e administrativos do Serviço com as restantes áreas do Hospital. Todos os procedimentos, desde os processos clínicos dos Utentes consultados, resultados dos exames de diagnóstico realizados, relatórios realizados, prescrição de receitas de óculos e/ou lentes de contacto, prescrições de exames complementares a realizar, informações registadas nos processos clínicos dos Utentes a serem intervencionados cirurgicamente, são agora geridos e disponibilizados de forma digital e funcional.

3

– Eixo C – Desmaterialização da prescrição de óculos/lentes – “óculos sem papel”
É sobretudo aqui, neste eixo que se apresenta a solução mais inovadora para o utente e para os demais stakeholders. No que respeita ao utente a inovação está na construção da base interoperável para integração da informação clínica com o Portal do Utente, Prescrição Eletrónica de Medicamentos (PEM) e o My Carteira SNS, permitindo que este tenha acesso à sua receita de óculos e lentes de forma digital bem como o acesso ao seu historial clínico oftalmológico no My Carteira SNS. Esta inovação, traduz efetivamente uma alteração significativa no setor da saúde e nos seus processos, transformando o fluxo de informação entre os agentes (hospitais, clínicas, óticas, utentes, etc), passando de um fluxo de informação não integrado, para uma solução estruturada e integrada, garantindo um maior controlo da informação, com benefícios para o utente e para o SNS.

Vantagens

Vantagens da implementação do projeto “Visão sem Papel”

  • Desmaterialização e arquivo de documentos em estrutura hierarquizada e repositório único/central;
  • Aumento da eficácia e eficiência dos serviços do HSMM decorrente da desmaterialização de processos e consequente otimização da utilização dos recursos humanos disponíveis;
  • Promoção de uma cultura orientada à eficácia e eficiência;
  • Melhoria da comunicação e disponibilização da informação;
  • Redução do tempo utilizado no “processamento” dos documentos e os erros de manuseamento dos mesmos;
  • Redução do tempo de pesquisa/consulta de um documento/processo;
  • Redução do número de documentos extraviados do circuito definido;
  • Redução do consumo e circulação de papel;
  • Aumento da produtividade dos recursos humanos na disponibilização, acesso e tratamento dos documentos;
  • Melhoria das condições de trabalho dos colaboradores do HSMM;
  • Integração da prescrição de óculos e lentes integrado no processo do utente;
  • Integração entre equipamentos e sistemas dos gabinetes e salas de exames;
  • Redução do tempo entre as pré-consultas realizadas pelas técnicas de Ortóptica aos Pacientes e a consulta que é realizada pelo médico Oftalmologista;
  • Aumento da Qualidade e Segurança na prestação de Cuidados aos nossos Utentes;
  • Redução do tempo de permanência dos Utentes no Hospital, quando necessitam de realizar uma consulta, exame, ou ser intervencionado cirurgicamente;
  • Aumento da capacidade de número de consultas, exames complementares de diagnóstico e intervenções cirurgias, diminuindo o tempo de espera por parte dos Utentes;
  • Aceder a toda a informação relativa aos Utentes por qualquer médico Oftalmologista, Técnico de Ortóptica e outros profissionais de Saúde em qualquer altura, no momento que necessita;
  • Reduzir a probabilidade da perda de informação, muito importante para a avaliação e tomada de decisões sobre Utentes;
  • Reduzir a probabilidade de erros na análise de exames que muitas vezes, apenas pelo passar do tempo a informação se apaga dos papéis onde está impressa;
  • Reduzir o número de recursos humanos necessários para a mobilização dos processos físicos de um serviço para o outro quando o paciente vem a uma consulta, vem realizar um exame ou vem ser intervencionado cirurgicamente;
  • Aumentar a participação por parte do serviço em projetos de investigação, estudos clínicos, ensaios, desenvolvimento de equipamentos e dispositivos médicos;
  • Eliminar a utilização de papel térmico, papel normal, tinteiros e toners no serviço, com toda a desmaterialização e integração clínico-administrativa através da informatização de todo o Serviço;
  • Promover a adoção dos serviços da API em sistemas de informação de instituições públicas e privadas, através do desenvolvimento, testes e disponibilização da solução;
  • Eliminar a utilização da prescrição em papel, através da adoção da tecnologia a desenvolver através do MySNS Carteira e PEM;
  • Reduzir a necessidade de deslocações a novas ou repetidas consultas de oftalmologia por parte do utente;
  • Fornecer o acesso da informação oftalmológica do utente, a qualquer hora, em qualquer lugar.
  • Promover a utilização do novo cartão de oftalmologia no MySNS Carteira pelos utentes/cidadãos;
  • Promover os serviços públicos online e em mobilidade através do MySNS Carteira.

Como funciona? Utente e Cidadão

Desafios complexos – soluções simples – com este projeto do HSMM, a partir de agora a sua receita oltalmológica é entregue no seu smartfone e todo o seu historial oftalmológico clinico ficará disponivel para si na sua carteira MYSNS!
Desmaterialização e integração clínico administrativa do Serviço de Oftalmologia
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo

Todos juntos para um
mundo melhor

Através da informatização de todo o processo clínico oftalmológico, serão implementadas as melhores práticas ambientais, eliminando a utilização do papel, tinteiros e toners, o que irá permitir a poupança de recursos tanto financeiros como ambientais, contribuindo assim para a sustentabilidade do planeta.

Por outro lado, através desta desmaterialização, o utente conseguirá acompanhar o seu estado de saúde oftalmológico, de forma mais fácil, comoda e sustentável.

A integração com as restantes plataformas do Sistema Nacional de Saúde, permitirá aos profissionais a melhoria das suas condições de trabalho, assim como a melhoria da qualidade dos serviços prestados e a otimização do tratamento e atendimento dos utentes.

A promoção de uma cultura orientada para a eficácia e eficiência a todos os níveis tem na relação com as pessoas e com o mundo um forte e positivo impacto social.

Leia o Caso
de sucesso

Uma descrição mais profundo
sobre os nossos desafios e
soluções

Contactos

Morada

Campo da República, Apartado 181

4754-909 Barcelos

Telefone/Fax

Telefone: 253 809 200